domingo, 23 de setembro de 2018

JUDSON CABRAL BUSCA VOLTAR A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA


O ex-deputado estadual, Judson Cabral, é candidato a uma das 27 cadeiras da Assembleia Legislativa. Petista histórico, deixou a sigla em janeiro desse ano, após 33 anos filiado. Porém, mesmo ainda filiado ao PT, nunca deixou de fazer críticas contundentes ao partido, principalmente no período da maior crise institucional que a sigla passou e ainda vem passando.

Sua saída do PT foi especulada por muito tempo até se consumar, ficou diversas vezes isolado pelas demais lideranças estaduais do partido, mesmo Judson sendo uma das principais lideranças na época.

Suas críticas, que sempre foram bastante coerentes, não eram bem aceitas pela cúpula, que nunca conseguiu fazer uma autocritica, muito menos uma mea-culpa, como boa parte dos dirigentes do PT. 

Judson Cabral sempre foi muito maior que o PT em Alagoas, ele já não cabia mais no partido, e o fato dele não conseguir se reeleger deputado em 2014, muito provavelmente tem a ver com a rejeição que o PT atravessava na época, e ainda atravessa nacionalmente.

Hoje no PDT, que é considerado um partido de centro-esquerda, o ex-deputado tenta se reinventar e retornar a uma cadeira da qual não merecia ter deixado.

Tenho diversas divergências com relação a posições políticas e ideológicas, mas não podemos cometer o erro de não reconhecer o mandato sempre muito técnico que Judson desempenhou, de onde saiu pela porta da frente quando não conseguiu se reeleger, sem precisar se envolver em nenhum escândalo de corrupção naquela casa. Isso evidentemente é obrigação do parlamentar, entretanto precisa ser reconhecido.

Judson Cabral não é um fato novo na política; é um fato necessário, que precisa voltar para dar qualidade política a Casa de Tavares Bastos, com tantos outros novos nomes que podem tirar os velhos embustes que parasitam no parlamento alagoano.

Estou no Twitter: @vanildoneto
                             @BlogPoliticaAL

3 comentários: