quinta-feira, 10 de setembro de 2015

TROCAR CIÇO POR RUI FOI SEIS POR MEIA DÚZIA


A cada eleição somos surpreendidos pelo marketing político das campanhas eleitorais. Os "marketeiros", sempre inovando, estão cada vez mais convincentes na elaboração das peças publicitárias dos políticos. Tudo que é exposto parece resolvível com tamanha praticidade que nos faz refletir como nunca tinham pensado nisso antes. As campanhas majoritárias ganharam contornos cinematográficos, onde se gasta milhões com agências de publicidade especializadas no ramo para nos convencer que estão “vendendo” o cara certo.

A campanha do atual prefeito de Maceió, Rui Palmeira, foi impecável nas mídias, tudo muito bem elaborado, cada palavra milimetricamente colocada no lugar certo, cada proposta de simples compreensão e execução, parecia que só faltava vontade política, e para isso o marketing político é infalível no convencimento.

Porém após eleito a história foi outra, a realidade era totalmente diferente, Rui Palmeira quando sentou na cadeira do seu antecessor, Cícero Almeida, pegou a prefeitura depois de longos oito anos de gestão e diversas dificuldades, o que já se tornou um clichê compreensível para qualquer começo de mandato.

Rui Palmeira também demorou bastante para identificar as dificuldades, demorou em conversar com a bancada alagoana sobre projetos e emendas para o município, o que só veio acontecer esse ano, depois de dois anos de governo. O prefeito não faz uma boa gestão, não como prometido em campanha, eis aí que somos punidos pelo marketing político das promessas cinematográficas, contradizendo com a realidade pós-mundo mágico da campanha eleitoral.

O nome que cresce cada vez mais para a disputa do ano que vem, para enfrentar o atual governo de Maceió, é justamente o do ex-prefeito e atual deputado Cícero Almeida.

Pois é, a mudança que buscam é justamente com o ex-prefeito que acabou de passar oito anos à frente da prefeitura. Se pegarmos como exemplo Arapiraca, a atual prefeita Célia Rocha fez um caminho parecido. Foi prefeita por dois mandatos bem avaliados, depois de eleger seu sucessor Luciano Barbosa, conseguiu se eleger deputada com expressiva votação. Após dois anos como deputada fez o caminho de volta a prefeitura, e a gestão de Arapiraca hoje não tem o mesmo fôlego de outrora.

É importante frisar que Rui Palmeira não piorou nada deixado por Cícero Almeida (que se destacou por obras de infra-estrutura e mobilidade urbana), seu pecado foi não melhorar como prometera em campanha, faz uma gestão medíocre e sem grandes feitos, devido também à crise econômica que os municípios enfrentam. 

Trocar “Ciço” por Rui, foi como trocar seis por meia dúzia, e fazer agora o caminho inverso - como muitos desejam - pode ser mais danoso do que as suas primeiras gestões.

Rui Palmeira tem a seu favor a implantação da Faixa Azul para ônibus e a recuperação de praças e áreas verdes de diversos bairros, obras que são importantes, e será onde se agarrará - principalmente - para defender a sua reeleição.

Estou no Twitter: @vanildoneto
                             @BlogPoliticaAL


Nenhum comentário:

Postar um comentário