domingo, 7 de junho de 2015

HOJE ALAGOAS TEM AÇÃO E SENSAÇÃO


Na época, nos últimos meses como secretário de Estado de Defesa Social, o então secretário do Governo do ex-governador Teotônio Vilela, o coronel Dário Cesar, soltou uma frase que definiu muito bem qual o papel da segurança pública que a sociedade espera do governo: “A segurança pública é feita de ação e sensação”.

É bem verdade que existe um abismo entre teoria e a prática, e na gestão de Dário Cesar sofremos na carne o caos pela inercia do governo com a falta de medidas mais enérgicas para coibir, ou pelo menos minimizar a violência que assolava e que sempre assolou todo o estado.

Alagoas sempre foi um estado com os piores índices na segurança pública, e o atual governo, junto com seu Secretário de segurança, Alfredo Gaspar de Mendonça, deu um novo gás e hoje podemos sentir nas ruas que a sensação de segurança melhorou.  Não precisamos analisar números, é perceptível o clima diferente do que tínhamos em meados de 2013 e 2014, principalmente.

O Governo passado – de Téo Vilela -  teve vários méritos em outras áreas, mas pecou e muito nas consideradas essenciais e que pesam na opinião pública, como segurança, saúde e educação. Esses três pilares são essenciais e merecem incansável atenção, sempre.

O atual Governo, o de Renan Filho, vem atuando de forma que essa sensação de segurança permaneça. Na época em que ainda formava seu secretariado, Gaspar de Mendonça já despontava como um dos melhores nomes do primeiro escalão do governo, e para segurança pública o melhor nome. Até então a teoria tem se confirmado na prática.

Engajado, Gaspar de Mendonça faz questão de sempre participar das ações diárias da polícia, não é difícil de encontra-lo pelas ruas. Alagoas parece que encontrou um caminho, ainda longo a ser percorrido, e que precisa ter o cuidado para não se acomodar por ter sido o estado do nordeste que mais reduziu violência até agora no ano, segundo dados da SEDS.

Ser apenas técnico não é mais suficiente para o bom desempenho da pasta, ser político para lidar com uma das categorias mais importantes do funcionalismo público é de fundamental importância para manter a parceria e o elo harmonioso com o governo, mantendo sempre a corporação mais humanizada para com a sociedade. Nossa policia civil encontra-se em greve e não vi nem percebi algum movimento do governo para entrar em comum acordo com a categoria.

Ainda não vivemos no estado menos violento do país, está muito longe disso, muito tem a ser feito e corrigido por parte da atuação do secretário e da corporação, porém hoje Alagoas vive o discurso de Dário Cesar na prática de Gaspar de Mendonça. Ou ainda, de forma mais grosseira, podemos dizer que pior estava.

Sim, temos o que comemorar.

Estou no Twitter: @vanildoneto
                             @BlogPoliticaAL


2 comentários:

  1. precisam agora de ação conjunta! espero ver isso se concretizado logo logo. A polícia não dá pra resolver tudo, mas tá fazendo o que pode.

    ResponderExcluir
  2. Espero que outras secretarias trabalhe como a segurança, que tem na frente o Dr Alfredo Gaspar de Mendonça!!

    ResponderExcluir