quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

SOBRE O "ROLEZINHO" NUM SHOPPING DE MACEIÓ

Foto: Via TNH1
Maceió entrará na moda dos “rolezinhos”, está marcado para o próximo dia 31 às 14h no Shopping Pátio Maceió, no bairro do Tabuleiro. Segundo o TNH1, 32 mil pessoas foram convidadas e já estão confirmados no evento organizado pelo Facebook pouco mais de 600 jovens.

Mas meu post não é sobre o rolezinho em sí, tampouco sobre a sociologia que o rodeia, meu post é sobre como num estado igual a Alagoas, com todas as suas mazelas e dificuldades, as pautas das outras regiões conseguem se destacar e estimular nossos ativistas.

Lembrando um pouco junho de 2013, onde nunca antes na história de Alagoas tivemos tantos protestantes nas ruas indignados por causa do aumento da tarifa de ônibus e truculência da polícia de SÃO PAULO.

Sim, de SÃO PAULO, não de MACEIÓ.

Os protestos aqui continuaram mesmo após o prefeito de Maceió informar que não haveria reajuste na tarifa, mas em solidariedade a causa dos PAULISTANOS, continuamos indignados e protestando.

Em Alagoas tivemos toda a mesa diretora da Assembleia Legislativa afastada, acusada de diversas irregularidades mostradas até pela mídia nacional.

Quem protestou? Quem foi às ruas?  

Recentemente tivemos a chamada “operação padrão” criada pela Policia Militar de Alagoas para exigir melhores condições de trabalho e reajuste salarial, foi incentivado pelo Maceió Ordinário (Página de humor no Facebook) um protesto aos moldes de junho. Foi um fiasco.

O rolezinho por aqui é mais uma pauta que nós adotamos como nossa. Não sou fã do que os rolezinhos se tornaram, iguais aos protestos de junho (Que começou bem patriota e terminou com Black Blocs), o rolezinho tomou proporções negativas, de vandalismo e em Alagoas até então é algo sem sentido.

Que tal começarmos a priorizar os nossos problemas? 

E garanto a vocês, são muito piores que os tais rolezinhos pelos shoppings Centers.  

Estou no Twitter: @vanildoneto
                               @BlogPoliticaAL

Nenhum comentário:

Postar um comentário