quarta-feira, 27 de novembro de 2013

A PRESSA TEM UM PREÇO

Já há algum tempo venho querendo falar sobre a qualidade da construção civil no Brasil, não de forma técnica, até porque não tenho competência para isso, mas de forma mais visual, observando o que acontece ao redor e cada vez mais corriqueiramente.

O Brasil passa por um verdadeiro boom na construção civil, são construções e mais construções, a fim de atrair a sociedade para os novos empreendimentos. Eles buscam principalmente atingir a classe C, D e E, graças ao programa do Governo Federal de facilitação de crédito para a compra desses imóveis financiados, o famoso “Minha Casa, Minha Vida”.

Até aí tudo bem, nada mais digno do que o cidadão poder comprar sua casa própria, sem dúvidas é o sonho de todos. Porém o que falta e muito é uma fiscalização real nas construções dos empreendimentos, são casas e apartamentos construídos de qualquer forma, as construtoras procuram cada vez mais apressar as obras, construir com qualquer material, às vezes até usando um produto de menor qualidade para economizar e assim o lucro ser maior. 

É o barato que sai caro, às vezes muito caro.

É cada vez mais comum notícias de desabamentos de prédios, de telhados de casas, dos próprios estádios de futebol (como agora no do Corinthians com a morte de três operários) que se preparam para a Copa do Mundo de 2014, além da promessa de se ter uma coisa e receber outra numa qualidade muito inferior. Eu particularmente tenho mais confiança em comprar um imóvel mais antigo, do que esses novos, depois desse boom todo da construção civil.

Essa pressa me assusta. Tratar cada apartamento, por exemplo, como número (estatística) é isolar o real fato de que quem estará ali são vidas que antes de tudo precisam ser preservadas do descaso desses que buscam apenas o lucro das vendas.

Fatalidades acontecem, porém quando fica cada vez mais comum temos que ter cuidado para não se tornar algo banal.

Estou no Twitter: @vanildoneto
                               @BlogPoliticaAL

Nenhum comentário:

Postar um comentário