terça-feira, 20 de agosto de 2013

ESTACIONAMENTOS: UM CARTEL QUE SÓ AUMENTA

Maceió é uma cidade sitiada por cartéis, desde combustíveis até de flanelinhas que ficam nas ruas extorquindo motoristas onde nenhuma autoridade (em especial a vereança e órgãos da Prefeitura de Maceió) tomam alguma providência sobre.

Não precisa ser nenhum "expert" no assunto pra constatar, você sente isso por onde passa.

A palavra cartel está na moda ultimamente e um que está cada vez mais forte é o dos estacionamentos privados do Centro de Maceió, onde tabelam preços absurdos, em média seis reais (R$ 6) por turno, isso mesmo, doze reais (R$ 12) por dia. Já pensou quem trabalha no Centro todos os dias e precisa do estacionamento? Um absurdo!

A única coisa que a prefeitura fez foi proibir de estacionar em várias ruas do Centro, onde faz com quê o estacionamento se torne cada vez mais necessário. Não acontece nenhuma fiscalização dos órgãos competentes para avaliar os valores cobrados, onde muitas vezes não há uma prestação de serviço condizente, apenas vejo as residências antigas serem demolidas virando esses novos “empreendimentos”, sem nenhuma estrutura adequada para isso.

Os empresários se aproveitam que estão numa área de grande fluxo para cometer esses abusos, a última discussão que se soube sobre o assunto foi em 2011 quando o Vereador Sílvio Camelo (PV) solicitou a regulamentação da Lei 5978/10 de sua autoria que fixa valores em três reais (R$ 3). Em 2010 os valores cobrados eram de dois reais (R$ 2), me pergunto o que teria acontecido para esses valores extrapolarem em apenas três anos, já que a concorrência só tem aumentado, ano após ano.

O cartel prejudica à concorrência, logo também prejudica a qualidade do produto/serviço, monopolizando o segmento, assim aumentando os preços e restringindo a oferta. Quem se ferra, como sempre é o consumidor.

As perguntas que ficam: 

       Quem são os verdadeiros donos desses estacionamentos?
       Por que gozam de tanto prestígio dos reguladores das leis?

Enquanto isso, a legislatura atual da Câmara de Maceió se preocupa mais com os carrinhos de som que circulam pela orla vendendo CD e DVD, do que com temas mais relevantes, como por exemplo, esse que citei acima.

Cartel é crime!

Estou no Twitter: @vanildoneto
                               @BlogPoliticaAL

2 comentários:

  1. Absurdo mesmo! Nem os shoppings cobram tão caro e oferecem comodidade e conforto maior.

    Amanda Pedrosa

    ResponderExcluir
  2. Pior que não temos nenhuma proteção...Somos literalmente OBRIGADOS a pagar para não ter nossos veículos danificados!!!
    Carla Amorim

    ResponderExcluir