quarta-feira, 10 de abril de 2013

O BALDE DE ÁGUA FRIA DO TSE


Nessa terça-feira (9) o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu alterar a quantidade de deputados federais devido à reivindicação vinda do Estado do Amazonas sobre a proporcionalidade de vagas. Usou-se então o senso de 2010 para adequar a essa nova medida que promete ainda muitos capítulos, no tocante dos Estados que perderam vagas.


Com isso, Alagoas perde uma cadeira na Câmara federal e por tabela perde três na Assembléia Legislativa. Alagoas então ficará, a partir de 2014 com 8 cadeiras Federais e 24 Estaduais, ou seja, um balde de água fria naqueles que pretendem se arriscar em novos ares políticos.

Já tinha até Deputado Estadual sondando sua popularidade pelo Estado para saber se conseguiria emplacar seu nome para uma vaga em Brasília, o que pode agora fazer com que muitos repensem em que terreno pisar nas eleições de 2014.

A concorrência irá aumentar mais do que já se esperava e muitas figurinhas carimbadas de ambos os cenários (Federal e Estadual), que já correm grande risco de não conseguir a reeleição tenham ainda mais suas imagens desgastadas em decorrência disso tudo.

E se você aí achava que o pairo duro seria apenas entre Collor e Téo Vilela pela única vaga disponível no Senado para Alagoas, vê agora os burburinhos e indefinições em todas as casas legislativas.

O Deputado Carimbão publicou agora a pouco em seu Twitter que a bancada Federal de Alagoas entraria em reunião para discutir a medida imposta pelo TSE. 

Via: Twitter
O cenário ficou totalmente indefinido e o xadrez político está cada vez mais difícil de ser jogado para aqueles que buscam a eternidade parlamentar.

O povo comemora, os parlamentares lamentam e sem dúvidas vão lutar com unhas e dentes em beneficio próprio... Mais uma vez.

2014 promete grandes emoções!

Nenhum comentário:

Postar um comentário