sábado, 5 de fevereiro de 2011

Uma trégua da Impunidade




Alma Lavada!!


É assim que posso resumir o sentimento que sinto nesse momento. Deputados que se julgavam intocáveis no Estado estão sentindo a mão pesada da justiça.


Um preso, outro foragido, e um que se Deus quiser não vai demorar muito a ser indiciado. A justiça não demorou muito a agir, em menos de 24 horas após se tornarem ex-deputados, a policia já estava cumprindo mandados. Os mais "esperto" se mandou antes, que não é besta e deixa a bomba para seus advogados resolverem. Será que ele pretende ser um Cesare Battisti do sertão? Claro por que com a fortuna que ele conquistou só Deus sabe como, ele pode se manter onde ele estiver pelo resto de sua vida.


A TJ-AL mostra que nenhum crime ficaria impune se não existisse o privilégio concedido a autoridades políticas de ser julgado por um tribunal diferente do de primeira instância, onde são julgados a maioria dos brasileiros que cometem crimes. O famoso Foro Privilegiado.


Não vi em outro Estado algo parecido com o que aconteceu em Alagoas, ex-deputados que mal esfriaram a cadeira de autoridade parlamentar e já vão direto para um presidio ou coisa parecida. Triste isso para Alagoas, mas fazer o que né?


Isso ainda não acabou, a justiça está aí só esperando que a "vontade do povo" (que ainda elegeu alguns que vão se manter nos seus mandatos) seja cumprida por mais 4 anos, e torcendo para que abram suas cabeças contra esses coronéis sem patente que se escondem por trás de seus mandatos.



3 comentários:

  1. Após tanto tempo de impunidade a justiça resolveu exercer o seu poder, na forma mais pura e democrática "dando aos verdadeiros bandidos de alagoas, o seu devido lugar"
    Ainda custo a aceitar ou simplesmente entender a lógica do foro privilegiado, que apenas serve como um manto para os bandidos dessa nossa terra, que até então era sem lei, onde só ficavam nas cadeias: Os pobres ou os que ameaçavam os coronéis, os déspotas...
    Para tudo ha o seu momento e talvez, alagoas tenha cansado da impunidade.
    A impunidade não é apenas o câncer do Brasil e sim a AIDS, pois a primeira pode ter cura , já a outra apenas pode ser controlada.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada!!! não sou muito fã da política, mas esse receio veio por conta dos exemplos alagoanos, principalmente...
    Nessa mesma linha ou apenas assuntos que se complementam, pode se encaixar a realidade dos Direitos Humanos... Que só defende quem não presta!
    Nunca vi o DH, se pronunciar em favor daqueles que estão no chão do Hospital Geral do Estado, esperando apenas a hora de morrer e ironicamente essas pessoas, em sua maioria, são as que pagam impostos e contribuem na arrecadação do Estado, outro exemplo, são os moradores de rua que procuram abrigos, oportunidades de emprego e o Estado não faz políticas efetivas para sanar essa situação...
    E a única atuação marcante dos DH é qndo se trata de reeducando, aqueles que estão a margem da sociedade e só trazem coisas negativas, mas ainda podem se salvar alguns, bem poucos...

    ResponderExcluir